terça-feira, 4 de novembro de 2003

JS-SALVATERRA TOMA POSIÇÃO SOBRE PIDDAC

A JS está estupefacta com o medíocre valor previsto em Plano de Investimentos e Despesas para o Desenvolvimento da Administração Central (PIDDAC) para o Concelho de Salvaterra de Magos em 2004. Relembramos que esse valor se cifra nos cerca de 30000 Euros, destinados à rede de bibliotecas públicas. Nada que se assemelhe a outros concelhos Ribatejanos, que tiveram acesso a verbas exorbitantes para realizar obras que também o nosso concelho necessita.

Parece-nos uma verba irrisória tendo em conta as reais necessidades de dotação do Concelho nos mais diversos campos, embora saibamos que é o Estado que define os investimentos-alvo .

Não à aceitável que tamanha falta de consideração pelo Concelho de Salvaterra de Magos possa ser acolhido de ânimo leve e com “panos quentes”. Este Governo continua a actuar como “elefante em loja de porcelanas” e teima em não ter a mínima noção daquelas que são as premências base das populações, algo que não passa despercebido à JS, que aqui manifesta o seu total repúdio pela atitude deste Governo de direita, que continua com o ideal do armazenamento de “lingotes de ouro” para pagamento de um défice que nem os grandes Europeus já levam em conta.

O desemprego sobe, a pobreza sobe, sobem as preocupações e a miséria levada ao extremo e trazida até nós diariamente pelos noticiários. E o Primeiro Ministro continua altivo como sempre, passeando alegremente a sua dialéctica de “tanga”.

Sofre o Concelho de Salvaterra de Magos por ser sul do Distrito? Ou sofre o Concelho de Salvaterra de Magos pelo facto dos seus “condutores” estarem misteriosamente calados, por não protestarem contra esta afronta, por não se insurgirem, como outrora fizeram, junto do Poder Central, pela melhoria deste miserável PIDDAC, que não fora a rede de Bibliotecas Públicas e nem sequer existia.

Não nos contentamos e exigimos mais. Por isso, tendo em conta que esta proposta de PIDDAC vai ainda ser revista, enviámos já uma missiva a todos os Grupos Parlamentares a dar conta de todo o nosso descontentamento e exigindo que o Concelho de Salvaterra de Magos seja e respeitado e que seja ressarcido e dotado das verbas e dos programas a que tem legítimo direito.

Seria mais fácil para nós recostarmo-nos no cadeirão em manifestação de regozijo, como por certo alguns fazem e farão. Mas, reiteramos, essa não é a nossa forma de estar na política.

Queremos o melhor para o Concelho, hoje como ontem, independentemente de quem governa.

Não nos dá qualquer prazer que sejamos alvo de brindes em tom jocoso, como um dos Concelhos com menos verba em PIDDAC.

Contra isso lutamos, hoje e sempre.

Juventude Socialista - Salvaterra de Magos, 4 de Novembro de 2003