terça-feira, 13 de janeiro de 2004

FEDERAÇÃO DO PS "CONVIDA" PRIMEIRO-MINISTRO A VISITAR O DISTRITO

A Federação Distrital do PS de Santarém, num momento em que o Sr. Primeiro-ministro, em visita ao Distrito do Porto, anunciou milhões de euros de investimento em acessibilidades, desafia-o a visitar o Distrito de Santarém.

Este convite, conscientes de que será prontamente aceite e contará com o empenhado apoio do Sr. Governador Civil, Governantes do Distrito e Deputados da Maioria PSD-PP, visa tão só desafiar o Sr. Primeiro-ministro a dar cumprimento às graves necessidades de acessibilidades de que o Distrito de Santarém carece e que este Governo tem adiado.

As acessibilidades que falta optimizar e construir, num Distrito sempre flagelado por catástrofes naturais, são factor de constrangimento a um efectivo desenvolvimento económico, que consideramos vital para o nosso, colectivo, futuro.

A construção do IC10 (Almeirim-Coruche), da A13 (Alcochete-Almeirim), do IC3 (Almeirim-Tomar) e do IC9 em toda a sua extensão, são imprescindíveis vias para as quais as únicas alternativas são estradas regionais, congestionadas, que atravessando um conjunto de sedes de Concelho, com inúmeras empresas, levam a todo o tipo de dificuldades para o transporte de pessoas e mercadorias.

Um desenvolvimento sustentado, que defendemos como pedra de toque para o Ribatejo do futuro, poderá ser muito valorizado pela visita do Sr. Primeiro-ministro, certo de que no nosso Distrito apresentará a rápida resolução destes problemas, bastando para tal que se proponha investir no Distrito de Santarém menos de um terço do que prometeu no Porto.

Se não puder vir, pelo menos que dê instruções para que reforce as verbas do PIDDAC para estes investimentos, que no orçamento deste ano foram claramente suprimidas e que, com carácter de urgência, tome as medidas necessárias tendente à garantia de segurança do tráfego rodoviário no Distrito, avançando rapidamente com as inspecções sub-aquáticas, geo-técnicas e de avaliação estrutural às Pontes de Santarém-Almeirim, Chamusca-Golegã e Abrantes-Rossio, conforme a Federação do PS exigiu em Setembro de 2003.

Estamos certos que o Sr. Primeiro-ministro, fruto da influência determinante dos Governantes originários do Distrito, está claramente interessado em que o Distrito de Santarém, não tenha mais constrangimentos ao seu desenvolvimento económico e que o desemprego, em resultado da falta de investimento, não suba em flecha como noutras zonas do País.

Por isso aguardamos ansiosamente a sua visita, certos de que o Ribatejo, como no tempo dos Governos PS, possa ser o Distrito com maior crescimento económico do País.

O Secretariado da Federação de Santarém do PS