segunda-feira, 13 de novembro de 2006

UM CONGRESSO MARCADO PELO SUCESSO

A realização de um Congresso Nacional é sempre um ponto alto do trabalho de todos os Socialistas.

De dois em dois anos, mais de 1.800 delegados de todo o País, do Continente às Ilhas e das Secções da Europa, reunem-se para avaliar o trabalho realizado.

Foi assim este fim de semana em Santarém, que pela primeira vez, desde o 25 de Abril, recebeu o Congresso Nacional.
A afirmação do Ribatejo num Congresso que marcou a continuidade da visão reformista, com vertente social, do PS no Governo foi clara muito clara, quer na intervenção de abertura do Presidente António Rodrigues, quer no encerramento do secretário Geral José Sócrates.
Para a Federação de Santarém do PS, que viu reforçada a sua participação nos órgãos nacionais, foi também um execelente Congresso.
Foram eleitos para a Comissão Nacional os camaradas militantes do Distrito:
Idália Moniz (Santarém), Rosa do Céu (Alpiarça), António Gameiro (Ourém), Jorge Lacão (Abrantes), Anabela Freitas (Tomar), Fernando Pratas (Chamusca), João Sequeira (Rio Maior) e Sandra Vitorino (Santarém).
Juntam-se a estes, como inerentes com voto, António Rodrigues (Presidente da Federação - T.Novas) e Hugo Cristóvão (Representante da JS - Tomar).
Foi ainda eleita para a Comissão Nacional de Jurisdição a camarada Fernanda Asseiceira (Alcanena).
São ainda, entre outros suplentes, com fortes possibilidades de assunirem de pleno direito a sua participação, na Comissão Nacional o camarada Pedro Magalhães Ribeiro (Cartaxo) e na Comissão de Jurisdição Fernando Vasco (Sardoal).
Esta é a maior representação de sempre da Federação de Santarém nos órgãos nacionais do Partido.