quinta-feira, 10 de abril de 2008

COMUNICADO DA DIRECÇÃO DO NERSANT SOBRE A VISITA DA MINISTRA DA EDUCAÇÃO

Como é do conhecimento geral, a Direcção da Nersant convidou a Ministra da Educação para estar presente em Torres Novas, no dia 11 de Abril, pelas 15h00.

O convite tem dois objectivos:

1º Dar um enquadramento ministerial aos projectos de empreendedorismo que a Associação vai desenvolver no ensino básico e secundário, ao longo dos próximos anos;

2º Transmitir uma posição de apoio a alguns aspectos da política educativa da Ministra.

Frequentemente, as associações empresariais atribuem responsabilidades pela conjuntura económica adversa que vivemos, ao descontrolo das contas públicas e aos deficits orçamentais.

Somos habitualmente críticos de que a correcção do deficit esteja a ser feito com base no crescimento de receitas fiscais e não através da contenção da despesa corrente.

Lamentamos demasiadas vezes que a educação e a escola não qualifiquem os jovens de acordo com as exigências e necessidades das empresas.

O estado português gasta 24% dos impostos cobrados na educação, o que não tem paralelo na Europa.

Ao longo de 30 anos, os ministros pouca influência e poder tiveram num ministério, controlado pelos sindicatos e pelos teóricos da educação.

Os resultados foram a desestruturação de todo o ensino em Portugal.

E lamentamos verificar que quando alguém procura implementar políticas educativas, que no mínimo, tentem corrigir ou colocar alguma ordem no “monstro” educativo, fique isolado e sem apoios num confronto que é necessário enfrentar.

Não podemos compreender que nestes momentos de confronto, as associações empresariais fiquem, como normalmente, acomodadas, resignadas e sem tomarem partido.

A Direcção da Nersant reflectiu sobre todos estes assuntos e resolveu apelar aos seus associados para que estejam presentes na referida sessão.

A Direcção da NERSANT, AE
Torres Novas, 8 de Abril de 2008