sexta-feira, 11 de maio de 2012

Deputados visitaram três Concelhos do Distrito

António Serrano, Idália Salvador Serrão e João Galamba, Deputados eleitos pelo PS no Distrito de Santarém, deslocaram-se na passada segunda-feira, 07 de Maio a Abrantes, Rio Maior e Santarém.
Em Abrantes reuniram com a direção do Agrupamento de Escolas Dr Manuel Fernandes.
Na escola sede deste Agrupamento, Escola Dr Manuel Fernandes, objeto de requalificação pela Parque Escolar, encontra-se concluída a primeira fase da obra, construção de dois módulos para ampliação do edifício inicial.
Estando a segunda fase prevista para se iniciar após o termo da primeira, receberam o empreiteiro e a direção da escola, instruções para a sua suspensão e para levantamento do estaleiro de obra.
A não realização da segunda fase da empreitada compromete a entrada em funcionamento dos edifícios já construídos, dado que as ligações dos sistemas de água, esgotos e eletricidade estão previstas na segunda fase. Compromete ainda a segurança de alunos (cerca de 800), professores e funcionários. Para além dos deputados terem testemunhado que da fachada do edifício caíram já vários elementos, e que nas salas de aula chovia em abundância, tomaram ainda conhecimento de um relatório do LNEC que aponta para a necessidade de reforço da base de sustentação do edifício, condição fundamental para a salvaguarda das condições de segurança de todos os que frequentam a escola.
Visitaram as novas instalações da Escola Superior de Desporto de Rio Maior e reuniram com a sua direção.
As novas instalações da Escola Superior de Desporto de Rio Maior encontram-se concluídas desde Junho de 2011, ainda não foram ocupadas, continuando os alunos e a comunidade educativa a ocupar instalações provisórias. As novas instalações estão agora ocupadas por ervas e a falta de utilização potencia a sua degradação.
Na origem desta situação está a falta de transferência pelo Governo de um milhão e meio de Euros, para que o empreiteiro possa entregar a obra ao Instituto politécnico de Santarém.
Visitaram ainda a unidade de cuidados continuados de média duração da Santa Casa da Misericórdia de Santarém, em Santarém, constatando em reunião com o seu provedor, que o Ministério da Saúde não liquidou ainda os montantes devidos pela construção do equipamento, assim como não transfere, desde dezembro de 2011, quaisquer verbas referentes a esta resposta social, não obstante continuar a encaminhar doentes para esta unidade.